Esporte

Publicado em 05/02/2018

0

Ituano empata sob pressão, mas mantém invencibilidade no Paulista

O Ituano faz um bom início de Campeonato Paulista, mas a eliminação precoce na Copa do Brasil era um fator que poderia preocupar. Ainda mais jogando contra um rival tradicional como a Ponte Preta que em dois jogos fora de casa venceu o Corinthians e São Bento. Mesmo sob pressão, o time conseguiu arrancar o empate da Ponte. O Ituano precisava manter a boa campanha na competição. “O Vinicius pediu para a gente passar uma borracha no que aconteceu na quarta. Não fizemos uma boa partida em Uberlândia. Mesmo assim, entramos desligados hoje. Felizmente conseguimos pressionar a Ponte, buscamos o empate e quase viramos o placar” contou Igor Vinicius que marcou o gol de empate na segunda etapa do jogo.

O Ituano não começou bem a partida e assustou os poucos 957 torcedores do Galo de Itu que foram a campo na tarde de sol neste sábado ao Novelli Júnior. “Foi um primeiro tempo mais estudado. Tivemos dificuldades para entrar na defesa da Ponte que tem uma equipe bem organizada defensivamente. Numa segunda bola após o escanteio acabamos sofrendo o gol. Importante que no segundo tempo mostrou uma postura que não queria apenas o empate, mas também buscaram a vitória” comentou o técnico Vinicius Bergantin. Com empate em 1×1 com a Ponte Preta, o Ituano chegou a 7 pontos no grupo A. Segue ao lado do Bragantino que empatou com o Red Bull em Campinas.

No primeiro tempo a Ponte Preta teve um pouco mais de posse de bola e conseguiu o domínio da partida. Leo Artur num chute rasteiro aos 8 minutos obrigou o goleiro Vagner a boa defesa. Aos 26 saiu o gol. Após escanteio pela esquerda, a defesa rebateu e Orinho pegou o rebote e cruzou com veneno enganando os zagueiros do Ituano. Fellipe Cardoso entrou por trás e só desviou de cabeça. O Ituano só foi esboçar reação perto do intervalo. Marcelinho fez boa jogada pelo meio e tocou para Ronaldo na direita que bateu forte. Pelo alto. Ivan se esticou e colocou para escanteio. Já no acréscimo, Guilherme fez passe pela direita para Marcelinho que entrou na área e bateu rasteiro. A zaga rebateu e afastou o perigo. No segundo tempo o Ituano voltou melhor. Em bola cruzada por Marcelinho pela direita, Raul pegou de primeira, de canhota, a bola foi na rede, pelo lado de fora. Foi o cartão de visitas de um outro Ituano. Outro cruzamento da direita. Desta vez com Tony. Claudinho entra na corrida e o goleiro Ivan com a ponta da luva desvia. O árbitro Lucas Canetto não viu e deu tiro de meta. Mesmo assim, Ivan ficou caído no gramado, ganhando tempo. Logo veio o gol de empate do Ituano.

O gol saiu dos pés de Serrato que fez um longo lançamento. “Quando vi a movimentação do Fellipe, lancei para ele e fui feliz. Ninguém esperava que o Igor vinha de trás na velocidade e saiu o nosso gol de empate” Serrato que ainda não sabe quem marcou o gol de empate. “Até agora não sei de quem foi o gol. Você pergunta para o Fellipe, ele diz que foi dele. Você pergunta para o Igor, ele diz que foi dele. O que importa é que foi do Ituano” disse Serrato. Verdade! O gol foi do Ituano e marcado pelo Igor. Aliás é o segundo gol dele em 5 jogos. “Que alegria o que vem acontecendo para mim aqui no Ituano. Fazendo boas partidas e marcando gols. Saímos atrás do placar, mas fomos em busca do empate e quase conseguimos o segundo gol” lembrou Igor. O técnico Vinicius promoveu as estreias de William Henrique e Júnior Santos e quase veio a virada. “Os jogadores tiveram uma postura agressiva. Foram muitas finalizações nossas na etapa final. Gostei bastante dos atletas que entraram. Jogaram a Ponte mais para trás. Surtiu o efeito que queríamos. Colocaram força e velocidade na partida. Com um pouco mais de sorte poderíamos ter saído com a vitória” afirmou Vinicius. “É sempre bom estar pontuando num campeonato equilibrado como o Paulista. Claro que queríamos vencer estes jogos. Mas se continuarmos buscando melhorar, as vitórias vão vir também” afirmou Igor. Agora o Ituano terá uma semana para recuperar os lesionados, descansar o elenco até o próximo confronto. No sábado de Carnaval, dia 10, em Ribeirão Preto contra o Botafogo, às 16h30.



Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Voltar ao topo ↑